Publicado por: Eduardo Bezerra | Junho 14, 2013

E você jura que ainda não encheu o saco???

Você é brasileiro. Mas não lê jornal, revista ou ouve rádio. Não acessa internet. Não está entrosado das revoltas diárias do facebook. Não, não se preocupe, você não está fora do jogo. Realidade é bicho matreito, cheio de artes. Realidade te acha independente de você ter ido até ela. Não se vai até ela. Porque, por mais estranho e solitário que você seja, em algum momento socializa. Apanha um ônibus, vai a um serviço de saúde, acende uma luz, abre uma torneira. Coisa qualquer. Mas socializa. É daí que vem a pergunta: você jura que ainda não encheu o saco???

Você não encheu o saco de pagar tanto imposto e não ter nenhum serviço? Ou de ver as pessoas que te representam jogarem com o teu patrimônio? Você ainda não tem asco de usar serviços que, quando muito, são mais ou menos? De ser maltratado em uma unidade de saúde porque a pessoa de branco ali na frente pressupõe que sabe tudo de sua vida, tem um dom divino e pode te olhar como um nada? E você na sua falta de atitude acha que é mais que um nada?

E ainda não cansou de pagar por uma Copa do Mundo ou por uma Olimpíada que virou farra do orçamento público? Mesmo depois de Jogos Panamericano que perderam um velódromo, um parque aquático e um estádio de futebol? Ou que a Copa no Brasil prometeu, com um orçamento “x”, estádios, estradas, hotéis, transporte público, internet rápida, inglês pras putas, vilas e tantas outras coisas? E o orçamento aplicado já quadruplicou e o máximo que apareceu foram as arenas? Você não se incomoda da Fifa ter proibido o acarajé, a tapioca, a empada, o cachorro quente e qualquer outra coisa que faz parte de nossa cultura culinária mas que não pode estar no perímetro gigantesco das arenas para não atrapalhar o McDonalds? Ou que você não pode usar os nomes como Copa do Mundo, Futebol, Olimpíadas, Jogos Olímpicos, sem pagar royalties? Ou que eles mudaram até uma lei federal pra permitir que bebidas fossem vendidas nos estádios? Uau! Você é inabalável.

E não se incomoda com um transporte público de péssima qualidade, quente, cheio e inseguro que você apanha pra ir e pra voltar pra casa? E além de tudo ele é caro. E não pode nem usar uma bicicleta. Pozé! E que tuas ruas estão todas esburacadas, apesar dos impostos em cadeia que você paga? E que o asfalto utilizado pra construir essas “obras primas” não passam de sonrisal e piche? E que a cada recapeamento, a cada nova obra, a cada nova camada de sonrisal preto, alguns porcentos não vão para os serviços? Você nunca tinha nem pensado nisso?

E você não encheu ainda o saco de saber que a rede de água de sua cidade está em péssima situação, recebendo infiltração e cheia de merda pra você beber junto com seus amigos e famílias? Mas você prefere pensar que isso é bom porque desenvolve imunidade e faz do brasileiro um povo ruim de morrer. Faz nada. Porque tem bala. Bala do bandido, bala da polícia, bala de quem se defende e bala de quem vai tirar satisfação. E se não tiver bala tem pedra no meio do protesto. Se ainda não tiver nada disso, tem a tua companhia elétrica que pode ter matado mais de trinta pessoas em menos de um ano. Uma chacina… E você acha normal?

Ou que pessoas mereçam serem trancadas pra cumprir pena em um presídio superlotado de gente, hiperlotado de celulares, fermentando mentes para o pior e você acha que esses caras merecem isso? E você esquece que é esse que sai pior do que entrou que vai te atacar com muito mais violência que se voltasse a errar advindo de uma entidade que realmente trabalhasse por sua reintegração? E você fica feliz quando muitos são mortos em uma rebelião sem pensar que a criminalidade não é da pessoa, é do sistema? Pozé. Sendo do sistema, o cara morre e o espírito do crime fica.

Nem enche o saco de perceber que o político que te representa não presta, que o movimento que quer te representar é fraco e que está todo mundo vivendo um umbigo tranvestido de luta social? E que todo mundo escolheu um gueto e o conjunto social, a base social, está desprotegida e não tem ninguém que ligue pra ela? E você se sente representado pela imagem “favela legal” da Regina Casé? Mas logo ela que não mora na favela? Ela que vai na favela gravar programa, pra baile funk e se divertir, mas volta pra dormir em seus lençóis de não sei quantos fios?

E nunca encheu o saco de saber que o único… ÚNICO SERVIÇO EFICIENTE DESTE BRASIL É A ARRECADAÇÃO DO IMPOSTO DE RENDA? É verdade. Tua universidade tá fudida, a escola pública tá fudida, o sistema de saúde tá fudido, a justiça tá fudida… Mas o imposto de renda é eficiente como em nenhum outro país do mundo. E você nunca encheu o saco??? E que querem controlar quem você beija, com quem você trepa e quem você ama? E querem impor seu Deus e seus diabos?

No final eu acho que o que os governantes querem de verdade é a guerra civil. Não é possível que haja uma falta de escrúpulo tão grande sem esta intenção. E sugiro que o primeiro local a ser ocupado quando esta guerra chegar sejam os aeroportos. Porque se o intuito for espoliar até não poder mais, sangrar até não ter mais jeito, estes caras vão querer fugir antes. Não vão pras ruas não. Vão para os aeroportos. Só pra não deixar fugir. Não sou a favor de pena de morte institucional, mas no meio da guerra pode tudo. Amarra no poste e faz de judas. Eu só não entendo como é que você nunca encheu o saco…


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: