Publicado por: Eduardo Bezerra | Março 13, 2010

Saúde Pública e Campo de Trabalho

Tenho recebido e-mails e mensagens aqui no blog de pessoas interessadas no campo de trabalho ofertado pela saúde pública. E eu, se pudesse escolher uma palavra para definir este setor seria possibilidade. Bem, elas são verdadeiramente inúmeras. Governos, ONG, empresas privadas e consultorias, tudo é possível nesta temática.

A maioria das pessoas que têm me procurado são biomédicos como eu (formados ou em formação). O primeiro equívoco acerca da saúde pública é que a mesma poderia ser política e não ciência. Ledo engano. A saúde pública é uma ciência que, entre outras coisas, dá subsídios para a construção de políticas públicas. Entretanto ela não é só isso (imaginem nesta frase o logotipo do Best Shop TV) e um conjunto imenso de áreas se abre para este campo.

Para começar vamos fazer uma pequena diferenciação entre a saúde pública e a saúde coletiva. Mas não são a mesma coisa? De forma alguma! Compreender esta diferença é o primeiro passo para entender o mercado. O objeto principal da primeira é a política pública. A mira da coletiva está voltada para a teoria, a compreensão da saúde enquanto campo científico.

Esta primeira distinção já traz uma primeira panorâmica do mercado. Você pode se aprofundar em conceitos de gestão, governabilidade, planejamento, economia da saúde e se incorporar à área governamental por meio de concursos, contratos e consultorias. Isso pode te habilitar a ser um bom gestor de saúde (secretário ou ministro), gerente (qualquer outro cargo de chefia) e técnico. Os salários variam bastante, mas em média deve ficar acima dos R$ 1,200,00. Caso você seja convidado a ser secretário de uma cidade de médio ou grande porte, seus vencimentos ficarão acima de R$ 6.000,00.

As consultorias nesta área têm um rendimento variável e geralmente são cobradas por horas de dedicação. A vantagem desta área é o fato de você fazer os seus horários  e ter a liberdade de ter vários clientes simultaneamente. Por outro lado é um território que requer de você um bom nome e uma boa estratégia de divulgação no mercado ou um bom “peixe”, isto é, um conhecido bem relacionado. Infelizmente não é um campo para profissionais medianos. Outra vantagem desta área é a de não ser restrita apenas ao governo. Empresas e ONG podem ser bons clientes para consultores. Pode render, em média, a partir de R$ 1.500,00 por cliente, dependendo de sua função na consultoria.

Caso seu interesse seja o laboratório, parabéns, você está no lugar certo. Pesquisas sobre a dengue, a busca da cura da AIDS, exploração da filariose e de novas terapias para a tuberculose? Você está fazendo saúde pública. Porém este campo é mais complicado e requer mais estudo que qualquer outro. Ainda sim oferece as melhores oportunidades no campo da saúde. Caso você seja estudante não é tão improvável de se conseguir bolsas na graduação, mestrado e doutorado.

Nesta área das pesquisas de bancada você tem que ser bom aluno, disciplinado, comportado, tomar banho, escovar os dentes e rezar antes de dormir. Brincadeira, só os dois primeiros bastam. Além de curioso, explorador de novas possibilidades, conhecedor de informática e pelo menos um inglês mais entendível que o “the book is on the table”. O lugar para fazer estas estripulias são os centros de pesquisa e universidades. Para entrar como profissional é bom pensar em se dedicar a mestrado e doutorado senão nada feito. E tem concurso ou seleção com análise de currículo. Por isso, publique bastante. O salário fica, em média acima dos R$ 2.000,00, com possibilidades de incorporação de gratificações, progressão e, dependendo de onde e com que função você ingressou na instituição, pode chegar a ganhar mais de R$ 10.000,00. Você pode ter até dois vínculos (a depender de seu contrato) e incorporar mais uma laminha que te permitirá ter uma casa de praia.

A saúde pública só é área para falar de doença? Não. Definitivamente não. Você gosta da área ambiental? Tem lugar pra você fazer análise de impacto, planejamento ambiental e outras coisas mais. Gosta de interagir com as pessoas? A educação em saúde tem muito a te oferecer. Gosta de falar mal dos outros? Crie um blog!!! Bem, esta parte esqueçam. Tem interesse no ensino? Ótimo, tem muito espaço para a academia.

Também não é obrigado a ser um profissional da saúde para fazer parte da turma. Existem advogados, engenheiros, assistentes sociais, economistas, todos sanitaristas. Tudo depende daquilo que você vai se dedicar. A saúde pública é uma área que pode pagar bem dependendo de sua dedicação, mas não deixa ninguém rico (a não ser que você faça parte de desvio de dinheiro da venda de remédios ou coisa assim).

Eu, particularmente, sou muito feliz nesta área. Feliz ao ponto de escrever e compartilhar com vocês sobre ela. Há os contras? Óbvio que sim. É um campo repleto de vaidades, a briga por espaço é intensa (e nem sempre honesta), há muito boicote e pouca solidariedade com quem não se conhece, há tendência de formação de patotas e nem todo mundo ganha salários maravilhosos, entre outras coisas. Ficou assustado? Mas não fique. A saúde pública é um campo como qualquer outro. Na alegria e na tristeza.

Sejam bem-vindos e bem-vindas.


Responses

  1. sou médico e procuro aprender com dr.Snow o motivo de disturbio da saúde de meu povo. Meu mundo é o mundo, meu campo de trabalho. Assim, ouvindo comentário que havia ocorrencia de hepatite ne minha área parti para descobrir onde, como e porque e assim descobrir que que a patologia era de fonte comum, unica e apos descoberta, acabar com a doença.Quando puder contarei a odisseia para descobrir onde estava a fonte comum. cyro – cynaga@ predialnet.com.br

  2. Gostaria de seu mail para contato, é possível?

  3. Oi, estou no 7º semestre de Biomedicina e o tema do meu TCC é sobre a importância do profissional Biomédico em Saúde Pública, estou apenas começando a desenvolver o trabalho, e percebi que não se encontra muitos artigos falando sobre este assunto. Quando me deparei com o seu blog, fiquei feliz em saber que existem mais pessoas interessadas no assunto.Gostaria do seu e-mail para contato, se possível, ou alguma indicação de artigos e referências bibliográficas que pudessem me ajudar em relação ao meu trabalho.


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: