Publicado por: Eduardo Bezerra | Fevereiro 10, 2010

Ganhando o mundo! Será?

O ano de 2009 foi muito legal. Dois artigos aprovados na Ciência e Saúde Coletiva (em breve estarão disponíveis e colocarei os links aqui no blog) e outras produções mais. Porém, o mais interessante de tudo foram os trabalhos direcionados para fora do Brasil. Não é por provincianismo mas pela dificuldade que existe na saúde pública em, como latinos, ter seu trabalho aceito fora, a conquista se torna maior.

O primeiro trabalho foi um convite da Secretaria de Saúde de Olinda para prestar um serviço para a Organização Panamericana de Saúde. Só de fazer alguma coisa pra OPAS já estaria satisfeito e, nesta empreitada, fiquei responsável por construir o projeto, montar equipe, escrever os textos, diagramar e tudo mais relacionado ao produto. Daí, num trabalho conjunto com minha amiga Luciana Dantas (fotógrafa de primeira) e o luxuoso auxílio de Anna Paula Novaes e Kerry (meus tradutores preferidos e únicos), saiu o livro: Olinda – Onde o Povo Escreve Sua História, ou Donde El Pueblo Escribe Su Historia, ou Where The People Write Their Own History.

Os textos do livro estão em português, inglês e espanhol (me martirizo todos os dias de não ter colocado em árabe, mandarim, coreano e havaiano) e fala da história de Olinda e suas experiências exitosas em saúde e educação. Imagine um trabalho bom, porém de rosca, como dizemos aqui em Pernambuco para as coisas difíceis. Valeu a pena a dor de cabeça pois o resultado ficou muito legal e está aí embaixo. Infelizmente foram feitas poucas cópias. Nenhuma pra venda ou distribuição.

livro

Eu ia dizer que a outra produção foi por acaso, mas não foi. Foi inesperada, improvável não. No primeiro semestre do ano passado fui convidado por Maria Luiza, que é minha orientadora do mestrado, a escrever com ela e Edinilza Ramos um capítulo de um livro falando sobre a magnitude da violência no Brasil. Foi um vai e volta de material danado, uma vez que, tanto eu quanto Luiza, demoramos a entrar no clima da publicação devido ao seguinte desafio: como falar da violência no Brasil para americanos? O livro seria publicado em Nova York e era organizado por Giovanni Lovisi, Jair de Jesus Mari e Elie Valença. O nome do dito cujo é ” The Psychological Impact of Living Under Violence and Poverty in Brazil (O Impacto Psicológico de Viver Sob Violência e Pobreza no Brasil)” e publicado pela Nova Publishers, de Nova York (não aquela do Piauí).

O engraçado desta história é que eu descobri que o livro foi publicado agora e, muito provavelmente, terei de comprar uma cópia pra mim. O capítulo do qual sou coautor é logo o primeiro. Quem quiser pode adquirir este. Se falar inglês e tiver cartão internacional, pode entrar no site da Nova Publishers e comprar. Eu vou ver como faço pra buscar um pra mim. Enquanto isso, espero que o Lula não fique com raiva por não ter escrito que o brasileiro não desiste nunca.

A seguir o link da editora: https://www.novapublishers.com/catalog/product_info.php?products_id=11752&osCsid=13c25b02d251f549dcc1c2af15513f2d


Responses

  1. Tenho um orgulho imenso desse cara! Orgulho que a gente tem de quem a gente toma por exemplo!

    • Valeu, Jean. Tenho muito orgulho do biomédico que você já é também. Obrigado pela mensage, depois te dou dez reais. kkkkkkk


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: